fbpx

A importância do ultrassom no diagnóstico

Ultrassom ou serviço de diagnóstico por imagem existe na área da saúde desde o século XX. O ultrassom envolve o uso de ondas sonoras de alta frequência que são produzidas por um sensor portátil chamado transdutor que é colocado na superfície do corpo. Prático, acessível e sem nenhum efeito colateral. Essas ondas possibilitam que a imagem formada no visor, traga informações importantes do corpo humano em sua parte interior. 

Por isso, o ultrassom é muito importante para diagnóstico de doenças simples. Além de, também indicar possíveis dificuldades, o ultrassom é muito utilizado para o diagnóstico de muitas condições médicas, bem como para a avaliação do tratamento.

 

DIAGNÓSTICOS COM A AJUDA DO ULTRASSOM

Na gravidez este exame se torna fundamental no acompanhamento da mãe e do bebê. Aliás, antes do surgimento do ultrassom, os médicos podiam ouvir apenas o coração fetal durante o pré-natal. Assim, com o uso do ultrassom os médicos são capazes de medir o tamanho do feto, o que ajuda a determinar quando será o parto; monitorar o crescimento do feto em desenvolvimento; verificar anomalias estruturais, localizar a placenta e muito mais. 

Além de ser também ferramenta principal para traçar uma primeira avaliação do estado de órgãos internos, como o fígado e os rins. 

O ultrassom auxilia na detecção de doenças e/ou variações anatômicas com base na forma, tamanho e textura das estruturas (órgãos) que são avaliados. Com isso, podemos perceber que a ultrassonografia é o principal meio de visualização interna e por isso, um dos exames mais solicitados.

Fonte: A importância do ultrassom no diagnóstico – Clínica UB (clinicaub.com.br)

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.