fbpx
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin

Depressão, ansiedade e a síndrome dos ovários policísticos (SOP)

Este artigo está disponível também em: EnglishespañolDeutschfrançais

*Tradução: Jade Augusto Gola

Coisas importantes a saber:

  • As pessoas com síndrome dos ovários policísticos (SOP) são 3 vezes mais propensas a sofrer de depressão e ansiedade do que pessoas sem SOP, e as razões para isso ainda não são claras.
  • Medicação e outras terapias podem ser úteis para aliviar os sintomas de depressão e de ansiedade.

Como a síndrome dos ovários policísticos se relaciona com a saúde mental?

A SOP é uma condição complexa que impacta muitos aspectos da saúde de uma pessoa, incluindo a saúde mental. As pessoas diagnosticadas com SOP têm 3 vezes mais chances de serem diagnosticadas com ansiedade e depressão do que as pessoas que não tem SOP (1-3). Pessoas com SOP são muito mais propensas a relatarem sintomas de ansiedade e depressão e esses sintomas têm mais chances de serem severos (3-5).

A maioria das pesquisas sobre SOP e saúde mental tem focado em depressão e ansiedade, mas também há ligação com aumento do risco de transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e de transtornos bipolar e alimentar (3,6).

Por que há ligação entre a síndrome dos ovários policísticos e saúde mental?

Não é claro o que causa o aumento do risco de ansiedade e depressão entre pessoas com SOP. Pode ser devido aos sintomas da SOP ou diferenças hormonais associadas com a síndrome, ou uma combinação de fatores que ainda é pouco clara.

Sintomas

A SOP pode causar sintomas como infertilidade e hirsutismo (excesso de pelos faciais e corporais). Algumas pessoas com a síndrome dos ovários policísticos relatam frustração e ansiedade sobre a possibilidade de engravidar, sobre o peso, sobre excesso de pelos faciais e corporais, além da falta de controle sobre saúde e corpo (7,8).

Os valores e culturas em que uma pessoa vive impactarão quais dessas características podem ser mais angustiantes. Essas mesmas características também podem impactar o bem-estar emocional das pessoas com SOP. As pessoas com SOP têm ainda um risco maior de depressão e ansiedade apesar de idade e peso, de fatores socioeconômicos, dospelos faciais e corporais e de fertilidade (4,5,9,10).

Desequilíbrios hormonais

Pesquisadores têm observado como os desequilíbrios de níveis hormonais na SOP explicam este risco aumentado de ansiedade e depressão. Algumas pessoas com SOP têm resistência à insulina, o que resulta em níveis maiores de insulina na corrente sanguínea. Um estudo revelou que maior resistência à insulina aumentava o risco de depressão (11), mas outros estudos não viram nenhuma diferença (12,13). Outro estudo mostrou que pessoas com maior resistência à insulina reportaram mais sintomas de ansiedade, porém mais pesquisas se fazem necessárias (12).

Os androgênios (um grupo de hormônios que inclui a testosterona) são elevados em muitas pessoas com SOP. Apenas um estudo observou os níveis de testosterona e não encontrou efeito em sintomas de depressão e ansiedade (10). Altos níveis de DHEAs (um tipo de hormônio andrógeno) podem ser associados ao aumento do risco de depressão e ansiedade em pessoas com SOP, mas isso só foi descoberto em um estudo e mais pesquisas se fazem necessárias (14).

Substâncias químicas no cérebro

Pessoas com a síndrome dos ovários policísticos que sofrem de ansiedade ou depressão podem ter níveis mais baixos de certos neurotransmissores (substâncias químicas que enviam sinais através do cérebro e do sistema nervoso). Neurotransmissores como a serotonina (um tipo de mensageiro químico dentro do sistema nervoso que é associado a sensações positivas) têm um papel importante na depressão e na ansiedade. Um estudo revelou que pessoas com SOP que têm baixos níveis de serotonina e de outros neurotransmissores reportam mais sintomas de depressão e ansiedade (15).

Quais os tratamentos disponíveis para SOP?

Pessoas que têm síndrome dos ovários policísticos e se sentem deprimidas ou ansiosas, ou que notam mudanças no humor, podem falar com médicos(as) sobre possíveis tratamentos. Há muitos tratamentos que podem ajudar contra depressão e ansiedade.

Mudanças no estilo de vida

O efeito de dietas e exercícios nos sintomas de depressão e ansiedade em pessoas com SOP têm sido estudados. Dietas de baixa calorias em combinação com exercícios não parecem melhorar sintomas de ansiedade, e podem melhorar a depressão apenas a curto prazo (16, 17).

No geral, ter um estilo de vida ativo pode ajudar a melhorar a saúde mental.

Pessoas com SOP que reportaram exercitarem-se regularmente tinham menos sintomas de ansiedade e depressão (18), e as pessoas que disseram ter feito ao menos 150 minutos de exercícios moderados por semana tinham menos propensão a terem sentimentos de depressão (19).

Medicamentos e suplementos

Nenhum estudo foi feito sobre medicamentos antidepressivos e anti-ansiedade para tratar pessoas com síndrome dos ovários policísticos especificamente, mas eles podem ser prescritos da mesma maneira do que para pessoas sem SOP. Medicamentos que ajudam o corpo a utilizar insulina como metformina podem melhorar os sintomas de depressão em pessoas com SOP (13,20). Metformina pode também ajudar com sintomas de ansiedade (20).

Tomar ômega-3 de ácidos gordurosos de óleo de peixe apenas, ou em combinação com vitamina D, pode diminuir os sintomas de depressão e ansiedade em pessoas com SOP (21,22).

Terapias complementares e alternativas

Pode haver melhora na depressão e ansiedade de pessoas com SOP que passaram por acupuntura (23) e em pessoas que praticam 30 minutos diários de mindfulness (N. T.: um tipo de terapia meditativa focada na atenção) (24) Práticas de ioga que incluem poses, relaxamentos guiados, exercícios de respiração e meditação podem também melhorar os sintomas de ansiedade em pessoas com SOP (25).

Crescimento dos pelos faciais

Algumas pessoas com SOP podem ter um crescimento dos pelos faciais. Dependendo da cultura em que se vive pode haver constrangimento com isso. Para pessoas com SOP que sofrem com o aumento dos pelos faciais, tratamentos com remoção de pelos por laser pode melhorar os sintomas de depressão e ansiedade (26).

Mais pesquisas são necessárias para encontrar os melhores tratamentos para depressão e ansiedade de pessoas com a síndrome dos ovários policísticos (SOP).

Fonte: Depressão, ansiedade e a síndrome dos ovários policísticos (SOP) – Saúde Mental (helloclue.com)

Referências

Barry JA, Kuczmierczyk AR, Hardiman PJ. Anxiety and depression in polycystic ovary syndrome: a systematic review and meta-analysis. Hum Reprod. 2011;26(9):2442–51.

Blay SL, Aguiar JV, Passos IC. Polycystic ovary syndrome and mental disorders: a systematic review and exploratory meta-analysis. Neuropsychiatr Dis Treat. 2016;12:2895-903.

Brutocao C, Zaiem F, Alsawas M, Morrow AS, Murad MH, Javed A. Psychiatric disorders in women with polycystic ovary syndrome: a systematic review and meta-analysis. Endocrine. 2018.

Cooney LG, Lee I, Sammel MD, Dokras A. High prevalence of moderate and severe depressive and anxiety symptoms in polycystic ovary syndrome: a systematic review and meta-analysis. Hum Reprod. 2017;32(5):1075-91.

Damone AL, Joham AE, Loxton D, Earnest A, Teede HJ, Moran LJ. Depression, anxiety and perceived stress in women with and without PCOS: a community-based study. Psychol Med. 2018.

Berni TR, Morgan CL, Berni ER, Rees DA. Polycystic ovary syndrome Is associated with adverse mental health and neurodevelopmental outcomes. J Clin Endocrinol Metab. 2018;103(6):2116–25.

Hadjiconstantinou M, Mani H, Patel N, Levy M, Davies M, Khunti K, et al. Understanding and supporting women with polycystic ovary syndrome: a qualitative study in an ethnically diverse UK sample. Endocr Connect. 2017;6:323–30.

Snyder BS. The lived experience of women diagnosed with Polycystic Ovary Syndrome. J Obstet Gynecol Neonatal Nurs. 2006;35(3):385-92.

Veltman-Verhulst SM, Boivin J, Eijkemans MJ, Fauser BJ. Emotional distress is a common risk in women with polycystic ovary syndrome: a systematic review and meta-analysis of 28 studies. Hum Reprod Update. 2012;18(6):638-51.

Barry JA, Hardiman PJ, Saxby BK, Kuczmierczyk A. Testosterone and mood dysfunction in women with polycystic ovarian syndrome compared to subfertile controls. J Psychosom Obstet Gynaecol. 2011;32(2):104-11.

Greenwood EA, Pasch LA, Cedars MI, Legro RS, Eisenberg E, Huddleston HG. Insulin resistance is associated with depression risk in polycystic ovary syndrome. Fertil Steril. 2018;110(1):27-34.

Livadas S, Chaskou S, Kandaraki AA, Skourletost G, Economou F, Christou M, et al. Anxiety is associated with hormonal and metabolic profile in women with polycystic ovarian syndrome. Clin Endocrinol. 2011;75:698-703.

Kashani L, Omidvar T, Farazmand B, Modabbernia A, Ramzanzadeh F, Tehraninejad ES, et al. Does pioglitazone improve depression through insulin-sensitization? Results of a randomized double-blind metformin-controlled trial in patients with polycystic ovarian syndrome and comorbid depression. Psychoneuroendocrinology. 2013;38:767-76.

Annagur BB, Tazegul A, Uguz F, Kerimoglu OS, Tekinarslan E, Celik C. Biological correlates of major depression and generalized anxiety disorder in women with polycystic ovary syndrome. J Psychosom Res. 2013;74:244-7.
Shi X, Zhang L, Fu S, Li N. Co-involvement of psychological and neurological abnormalities in infertility with polycystic ovarian syndrome. Arch Gynecol Obstet. 2011;284:773-8.

Galletly C, Moran L, Noakes M, Clifton P, Tomlinson L, Norma R. Psychological benefits of a high-protein, low-carbohydrate diet in obese women with polycystic ovary syndrome- a pilot study. Appetite. 2007;49:590-3.

Thomson RL, Buckley JD, Lim SS, Noakes M, Clifton PM, Norman RJ, et al. Lifestyle management improves quality of life and depression in overweight and obese women with polycystic ovary syndrome. Fertil Steril. 2010;94:1812-6.
Banting LK, Gibson-Helm M, Polman R, Teede HJ, Stepto NK. Physical activity and mental health in women with polycystic ovary syndrome. BMC Women’s Health. 2014;14(51).

Lamb JD, Johnstone EB, Rousseau JA, Jones CL, Pasch LA, Cedars MI, et al. Physical activity in women with polycystic ovary syndrome: prevalence, predictors, and positive health association. Am J Obstet Gynecol. 2011;204(352).

Erensoy H, Niafar M, Ghafarzadeh S, Aghamohammadzadeh N, Nader ND. A pilot trial of metformin for insulin resistance and mood disturbances in adolescent and adult women with polycystic ovary syndrome. Gynecol Endocrinol. 2018.

Amini M, Bahmani F, Foroozanfard F, Vahedpoor Z, Ghaderi A, Taghizadeh M, et al. The effects of fish oil omega-3 fatty acid supplementation on mental health parameters and metabolic status of patients with polycystic ovary syndrome: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. J Psychosom Obstet Gynaecol. 2018.

Jamilian M, Samimi M, Mirhosseini N, Ebrahimi FA, Aghadavod E, Talaee R, et al. The influences of vitamin D and omega-3 co-supplementation on clinical, metabolic and genetic parameters in women with polycystic ovary syndrome. J Affect Disord. 2018;238:32-8.

Stener-Victorin E, Holm G, Janson PO, Gustafson D, Waern M. Acupuncture and physical exercise for affective symptoms and health-related quality of life in polycystic ovary syndrome: secondary analysis from a randomized controlled trial. BMC Complement Altern Med. 2013;13(131).

Stefanaki C, Bacopoulou F, Livadas S, Kandaraki A, Karachalios A, Chrousos GP, et al. Impact of a mindfulness stress management program on stress, anxiety, depression and quality of life in women with polycystic ovary syndrome: a randomized controlled trial. Stress. 2015;18(1):57-66.

Nidhi R, Padmalatha V, Nagarathna R, Amritanshu R. Effect of holistic yoga program on anxiety symptoms in adolescent girls with polycystic ovarian syndrome: A randomized control trial. Int J Yoga 2012;5:112-7.

Clayton WJ, Lipton M, Elford J, Rustin M, Sherr L. A randomized controlled trial of laser treatment among hirsute women with polycystic ovary syndrome. Br J Dermatol. 2005;152:986-92.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.